Quarta, 02 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Famílias camponesas prevêm colher 15 mil toneladas de produtos no Quela


31 Outubro de 2020 | 13h06 - Actualizado em 31 Outubro de 2020 | 13h07

Quela - Onze mil famílias camponesas do município do Quela, na província de Malanje, pretendem colher, nesta campanha agrícola 2020/2021, cerca de 15 mil e 320 toneladas de produtos diversos, com destaque para mandioca, milho, feijão, batata-rena, batata-doce, ginguba e hortícolas.


A referida produção vai representar um aumento de seis mil e 320 toneladas em relação à safra anterior, em função do alargamento este ano das áreas mecanizadas, situadas na ordem dos 230 hectares (mais 174 hectares que no ano transacto), de uma área total de dois mil e 258 hectares preparados.

A informação foi prestada hoje, sábado, pelo responsável da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) do município do Quela, António Janeiro dos Santos, durante a abertura da campanha agrícola 2020-2021 na circunscrição, tendo referido que  serão cultivados mil e 712 hectares de mandioca, 163 de feijão, 64 de milho e 213 de batata-doce.

Durante o acto, os produtores familiares beneficiaram de instrumentos agrícolas, com destaque para catanas, enxadas, sementes de feijão, de milho e fertilizantes, num esforço conjunto da administração municipal do Quela e do MOSAP II.

Na ocasião, o administrador municipal do Quela, Manuel Campo, incentivou as associações de camponeses a redobrarem esforços na presente campanha agrícola, com vista ao aumento da produção e redução da fome e da pobreza na região.

Por outro lado, apelou aos jovens no sentido de enveredarem pela agricultura e aquicultura, de modo a contrapor a escassez de emprego.

O município do Quela dista a 115 quilómetros a leste da cidade de Malanje e conta com população estimada em 21 mil e 847 habitantes, distribuídos pelas comunas de Xandel, Moma, Missão dos Bângalas e a sede.

A região conta com 98 associações, cinco cooperativas e 83 escolas de campo.