Sábado, 28 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Moxico: Escola Superior Politécnica com novos cursos


12 Janeiro de 2019 | 17h21 - Actualizado em 16 Janeiro de 2019 | 19h58

Luena - A Escola Superior Politécnica do Moxico vai introduzir, neste ano lectivo, os cursos de medicina, engenharia, agronomia, direito, aquicultura e economia, outrora inexistentes nesta instituição, soube a Angop.


Os cursos serão partilhados em todas as unidades orgânicas situadas no Huambo, afectas à universidade José Eduardo dos Santos, que constituem a quinta região académica.

Para estes cursos estão disponíveis 55 vagas, somente para candidatos da província do Moxico, informou nesta sexta-feira o director da instituição, Victor Silva, quando falava durante um debate realizado a propósito da preparação do ano académico prestes a iniciar.

Estas especialidades não eram administradas por falta do corpo docente, recursos financeiros, equipamentos e outros materiais necessários, mas que agora estão acautelados para o ano académico 2019.

Ao contrário do que acontecia no passado, em que as mesmas vagas eram disputadas também por candidatos das outras províncias, este ano serão apenas exclusivamente para os estudantes do Moxico.

Outro dos propósitos da instituição, disse, será a criação de cursos na área de tecnologia agro-alimentar, produção de grãos, ciências agrárias, sociologia, ensino da biologia e psicologia.

A intenção, acrescentou, visa corresponder aos apelos constante das autoridade locais no sentido de desenvolver a formação nesse domínio, a julgar pelo desejo de se querer potenciar o desenvolvimento do sector agrário da província.

Para este ano estão disponíveis, na Escola Superior Politécnica do Moxico, 590 vagas. Além destas, possuem ainda outras 16 para serem disputadas pelos antigos combatentes e veteranos da pátria, sendo duas para cada curso administrado neste estabelecimento.

Os participantes no encontro exigiram a prestação de serviços sérios ao público, visto que as universidades desempenham um papel preponderante na consciencialização e formação técnico-profissional dos educandos para a sua contribuição no desenvolvimento da sociedade.