Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Alfabetizadores de Icolo e Bengo recebem subsídios em atraso


20 Setembro de 2019 | 15h59 - Actualizado em 20 Setembro de 2019 | 15h59

Aula de Alfabetização (Arquivo)

Foto: Angop



Icolo e Bengo - Sessenta e dois, dos 110 alfabetizadores do município de Icolo e Bengo, em Luanda, começaram a receber no mês de Setembro os seus subsídios referente ao ano de 2016.


Para o pagamento dos subsídios em atraso de 2016 a 2018 foram disponibilizados 17 milhões e 600 mil kwanzas.

Em declarações hoje (Sexta-feira), à Angop, o representante local da alfabetização, Jerónimo António disse que existe uma divida de três anos (2016/2018) que começou a ser paga este mês.

Jerónimo António sublinhou que 48 alfabetizadores ainda não começaram a receber os subsídios por falta da conta bancária que se exige, mas acredita que até o fim do mês tenham as contas abertas ou actualizadas.

O município possui seis mil e quatro alfabetizandos distribuídos pelas comunas de Cabiri, Bom Jesus, Quiminha, Cassoneca e Caculo Cahango, com alunos com idades dos 25 aos 50.

O módulo um, equivalente a 1ª e 2 ª classes, conta com mil 350 alunos, o  dois ( 2ª e 3 ª Classes) com dois mil 185 formandos e o Já o módulo três ( 4ª e 5ª classes) possui um universo de mil e 84 alunos.

A alfabetizadora Domingas Vila Nova, que lecciona o módulo um, adiantou que no modulo um o empenho é fazer com que os alunos aprendam o alfabeto e saibam ler e escrever.

Domingas Vila Nova formada em pedagogia não conseguiu entrar pelo concurso públicos, optando pela alfabetização em um jango do Mercado do Cacusso, em Catete.

Nelsom Francisco, alfabetizador na comuna de Bom Jesus, realçou que é gratificante trabalhar com quitandeiras e camponesas,  já que causa um efeito bola de neve, passando muitos dos filhos a ter o apoio das mães durante a aprendizagem.

Apontou ainda que nos últimos tempos o Governo tem melhorado as condições de trabalho dos alfabetizadores, contribuindo assim no processo de ensino e aprendizagem.

O município de Icolo e Bengo possui em Catete 53 espaços para a alfabetização, a comuna de Bom Jesus com quatro  pontos, Cassoneca  (33),  Cabíri (16) e Caculo Cahango (10).