Quarta, 25 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Governador do Moxico exige rigor nas escolas


03 Julho de 2020 | 14h49 - Actualizado em 03 Julho de 2020 | 16h08

Luena - O governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, exigiu hoje, sexta - feira, no Luena, o cumprimento rigoroso das medidas de biossegurança (higienização e distanciamento) nas escolas, no âmbito do reinício das aulas do II ciclo e do ensino universitário, previsto para 13 deste mês.


De acordo com o governador, que falava na cerimónia de empossamento de 29 novos gestores escolares, entre directores gerais, subdirectores pedagógicos e administrativos, ocorrida no Complexo Turístico Monumento à Paz, a intenção é prevenir os alunos contra a contaminação da covid-19 dentro das escolas.  

O governante explicou que os gestores das escolas devem criar lugares apropriados para lavagem das mãos, melhorar a higiene nas casas de banho, distanciamento das carteiras e exigir o uso da máscara facial.

Augura que os novos gestores escolares sejam exemplos nas suas áreas de jurisdição e trabalhem em comunhão com os professores, alunos, encarregados de educação e a comunidade, para o progresso do processo de ensino e aprendizagem.   

O governador do Moxico quer ver, por outro lado, ultrapassadas as questões como o favorecimento nas matrículas, notas, passagem de classe, professores fantasmas e o abandono dos locais de trabalho.

Recomendou diálogo permanente com os professores, alunos, encarregados de educação e a comunidade.

No passado dia 28 do mês findo, Gonçalves Muandumba avaliou as condições de biossegurança nas escolas do ensino médio do município sede, no âmbito das medidas de prevenção contra a covid-19.

Na ocasião, o governante destacou a importância da regularização do abastecimento de água canalizada nas torneiras montadas em todas as escolas radiografadas.

Para além dos equipamentos de lavagem das mãos com água e sabão, foi prometido que os estabelecimentos de ensino contarão com termómetros biométricos para a medição da temperatura dos utentes na entrada.