Quinta, 03 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Responsável adverte pastores abdicarem de cultos em sítios impróprios


20 Novembro de 2018 | 18h57 - Actualizado em 20 Novembro de 2018 | 18h57

Uíge - O director provincial do Gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e desporto do Uíge, José Cuxiquina, advertiu hoje, terça-feira, os pastores, reverendos e outros líderes religiosos no sentido de deixarem de pregar cultos em sítios impróprios.


Em declarações à Angop, sobre a prática religiosa na província do Uíge, o responsável disse que a medida visa proteger os fiéis de eventuais catástrofes, como desabamento das infra-estruturas inadequadas.

Fez saber que o sector da Cultura está a efectuar um trabalho de sensibilização dos líderes religiosos para abdicarem da prática de cultos em locais improvisados como armazéns, centros comerciais, apartamentos, becos, terraços e quintais de residências.

Esses líderes religiosos, ressaltou, devem esforçar-se no sentido de construírem igrejas para acolherem os fiéis de forma mais cómoda e digna.

"As igrejas que funcionam em sítios impróprios violam o disposto na legislação em vigor e, por isso, os seus responsáveis são obrigados a construir boas igrejas para o exercício de cultos", salientou.

Na província do Uíge operam 70 igrejas legais e 137 ilegais.