Domingo, 24 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Lisboa acolhe festival solidário luso-angolano


22 Julho de 2019 | 04h25 - Actualizado em 22 Julho de 2019 | 04h25

Lisboa (Da correspondente) - Um festival luso-angolano, a favor do meio ambiente, teve lugar este domingo, em Lisboa, com o objectivo de apoiar a causa humanitária e divulgar a cultura angolana em Portugal.


Sob lema “O futuro do meio ambiente e o presente”, o evento, primeiro do género, é uma realização da Associação das Mulheres Empreendedoras Europa África e teve o apoio dos serviços culturais da embaixada de Angola neste país europeu.

Durante o encontro foram expostas, entre outras, obras de artesanato, literatura, pintura, poesia, design de moda e gastronomia nacional, assim como um stand da Transportadora Aérea Angolana (TAAG).

Houve momento de confraternização e “discussão” cultural, com um painel moderado por uma das “madrinhas” do projecto, que fora presenciado pelo adido cultural da Embaixada de Angola em Portugal, Luandino Carvalho.

Na ocasião, o responsável destacou a importância do acto, referindo ser um meio que reforça os laços entre os dois povos e demonstra vitalidade e qualidade da cultura angolana nas mais diferentes vertentes.

Entre várias individualidades, estiveram presentes o músico Paulo Flores e o escritor Lopito Feijó.