Terça, 24 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Morreu coleccionador de arte africana Sindika Dokolo


30 Outubro de 2020 | 09h37 - Actualizado em 30 Outubro de 2020 | 10h48

Empresário Congolês, Sindika Dokolo. Foto: Divulgação

Luanda - Morreu na noite de quinta-feira, no Dubai, o coleccionador de artes africana Sindika Dokolo, vítima de afogamento.


De acordo com a imprensa internacional, que cita fontes familiares, Sindika Dokolo, de 48 anos de idade, empresário e marido de Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, foi vítima de afogamento enquanto fazia mergulho de apneia, uma actividade que praticava com frequência.

Sindika Dokolo era o maior coleccionador de arte africana contemporânea, um gosto que herdou do pai, Augustin Dokolo Sanu, banqueiro falecido em 2001.

Enquanto empresário foi membro do conselho de administração da empresa cimenteira angolana Nova Cimangola e também da Amorim Energia, que tem uma posição indirecta de 33,34% na Galp, e accionista da empresa de joalharia de luxo De Grisogono.

Sindika Dokolo era licenciado em Economia, Comércio e Línguas Estrangeiras pela Universidade Pierre e Marie Curie.

Sindika Dokolo, de 48 anos, nasceu em Kinshasa, no antigo Zaire, actual República Democrática do Congo.