Quarta, 20 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Guiné Bissau: Secretária executiva da CPLP ausculta actores políticos


01 Abril de 2017 | 18h25 - Actualizado em 01 Abril de 2017 | 18h24

Bissau - A secretária executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, iniciou hoje, sábado, uma visita a República da Guiné-Bissau.


A deslocação se enquadra nos esforços coordenados para  ultrapassar a crise político-institucional reinante no país.

Maria Silveira, segundo uma nota de imprensa a que a Angop teve acesso, junta os seus esforços aos de outras entidades em prol do entendimento político na Guine-Bissau.

A secretária executiva da CPLP vai auscultar os principais actores políticos do país e incentivá-los a implementar o acordo de Conacri.

Este importante documento tem sido referenciado como a única via possível para saída do impasse
político-institucional instalado na Guiné-Bissau, acrescenta uma nota de imprensa da Embaixada de Angola em
Bissau.

A permanecer em Bissau até ao próximo dia 6 de Abril, Maria Silveira vai encontrar-se com Embaixadores
dos Estados-membros da CPLP representados em Bissau (Angola, Brasil e Portugal), o grupo dos cinco
(Nações Unidas, União Africana, União Europeia, CEDEAO e CPLP), assim como os membros do corpo
diplomático acreditado na Guiné-Bissau.

Reuniões com os titulares dos órgãos de soberania, nomeadamente, o Presidente da República, o presidente
da Assembleia Nacional Popular e com o Primeiro-Ministro, além de partidos políticos e representantes da
Sociedade Civil, estão igualmente agendados.

A Guiné-Bissau vive uma crise político-institucional desde a queda do primeiro Governo da actual legislatura liderado pelo então Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira.

A crise político-institucional que o país vive data desde Agosto de 2015.