Segunda, 18 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Chefe da diplomacia italiana manifesta interesse de visitar Angola


18 Dezembro de 2019 | 11h43 - Actualizado em 18 Dezembro de 2019 | 16h22

Bandeiras de Angola e Itália

Foto: Tarcísio Vilela



Luanda - O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional da Itália, Luigi Di Maio, manifestou o interesse de visitar Angola, no âmbito do reforço da amizade e cooperação entre os dois Governos e países, refere em nota os Serviços de Imprensa da Embaixada de Angola na Itália.


Segundo o documento a que a Angop teve acesso hoje, a intenção do chefe da diplomacia italiana foi expressa durante uma troca de impressões com a embaixadora de Angola na Itália, Maria de Fátima Jardim.

Os dois interlocutores fizeram referência às reformas em curso em Angola e ao reforço da cooperação bilateral.

A duas entidades encontraram-se segunda-feira, em Roma, durante a cerimónia de apresentação de cumprimentos de fim-de-ano do Corpo Diplomático ao Chefe de Estado italiano, Sergio Mattarella.

A embaixadora Maria de Fátima Jardim apresentou os cumprimentos do presidente João Lourenço ao homólogo Sergio Mattarella e reafirmou o interesse do estadista angolano visitar a Itália proximamente.
 
Angola e Itália têm relações de cooperação desde 1977, altura em que assinaram um Memorando que institui a Comissão Bilateral, então Comissão Mista de Cooperação.

A Itália foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a independência de Angola, no dia 18 de Fevereiro de 1976.

Sergio Mattarella visitou Angola em fevereiro deste ano, tornando-se no primeiro estadista italiano a pisar o solo angolano.