Segunda, 18 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

MPLA relança trabalho de mobilização nas comunidades no Bié


08 Junho de 2019 | 14h03 - Actualizado em 08 Junho de 2019 | 14h04

Cuito - O Comité Provincial do MPLA fez, hoje, sábado, na cidade do Cuito (Bié), o relançamento da campanha de mobilização porta à porta nas comunidades, visando o reforço das suas estruturas de base.


A campanha foi relançada pelo primeiro secretário do partido no Bié, Pereira Alfredo, durante um acto de massas que visou saudar o VII Congresso Extraodinário do MPLA, cuja província prevê participar no conclave com 138 delegados.

Para Pereira Alfredo, a acção visa, entre vários aspectos, informar com precisão as populações de que o MPLA sempre esteve ao lado do povo sobretudo nos momentos mais turbulentos do país.

Disse que o seu partido tem por missão esclarecer a população sobre os feitos até agora alcançados pelo Governo, consubstanciados na reconstrução e construção de novas Infra-estruturas sociais e económicas.

Considera o VII congresso extraordinário do partido, a realizar-se a 15 deste mês, em Luanda, um momento sublime, porque vai permitir o reforço da unidade e coesão no seio do MPLA, bem como a consolidação da liderança do seu Presidente, João Lourenço, fortalecendo desta forma a sua acção junto da sociedade.

O político ressaltou ser imperioso que os militantes desse partido estejam todos engajados na luta contra a corrupção, nepotismo e bajulação, de modo a garantir a segurança e bem-estar para todos.

O Comité Central do MPLA, reunido nesta sexta-feira, sublinhou que o processo do seu alargamento de 363 para 497 membros assegura a continuidade da transição geracional, em curso.

Na V sessão extraordinária, orientada pelo presidente do partido, João Lourenço, o órgão de direcção constatou que, dos 134 candidatos, cinquenta e sete são mulheres, correspondendo a 42,53 por cento.

A renovação deve-se efectivar no VII Congresso Extraordinário deste partido, a realizar-se no dia 15 deste mês, sob o lema "MPLA e Novos Desafios".