Segunda, 25 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Jornadas parlamentares reforçam aproximação com os cidadãos


27 Junho de 2019 | 01h00 - Actualizado em 27 Junho de 2019 | 01h00

Paulo Pombolo, Secretário-geral do MPLA

Foto: Francisco Miudo



Dundo - As jornadas parlamentares do MPLA, reforçam a aproximação entre os cidadãos e os deputados, permitindo um conhecimento profunda da realidade socioeconómica das comunidades e a criação de medidas concretas para a sua resolução.


A afirmação foi feita quarta-feira, na província da Lunda Norte, pelo secretário-geral do partido, Paulo Pombolo, quando falava à imprensa, para quem estas acções, vão permitir ao MPLA, encontrar prioridades e deste modo, implementar projectos concretos que asseguram a melhoria das condições de vida da população local.

Sublinhou que as visitas a serem efectuadas em alguns projectos socioecoónomicos, ajudarão a compreender de facto, quais as necessidades da província e que acções devem ser priorizadas para o bem-estar da população.

As jornadas, sob o lema “Angola, para um Desenvolvimento Sustentável Rumo às Autarquias Locais”, vão permitir avaliar as condições sociais, económicas e produtivas de cada município da Lunda Norte.

Durante quatro dias, os deputados tomarão contacto com o estado das infra-estruturas dos municípios, bem como vão avaliar o grau de implementação das acções do Plano de Desenvolvimento Nacional e do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (PRODESI).

No quadro das jornadas, estão agendadas vistas ao posto fronteiriço do Chissanda, às obras de estancamento das ravinas, ao Hospital do Dundo, à central hidroeléctrica do Luachimo, ao colégio Camaquenzo, entre outras infra-estruturas económicas e sociais.

No cumprimento da agenda, os deputados encabeçados pelo presidente do grupo parlamentar do MPLA, Américo Cuononoca, estarão divididos em 10 grupos.

Nas eleições de 2017, o MPLA elegeu quatro deputados na Lunda Norte, menos um em relação ao pleito de 2012.