Quinta, 28 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

João Lourenço considera Mugabe uma figura de destaque


13 Setembro de 2019 | 23h27 - Actualizado em 13 Setembro de 2019 | 23h56

Presidente João Lourenço assina livro de condolências em homenagem ao antigo Chefe de Estado zimbabweano, Robert Mugabe

Foto: Rosario dos Santos



Harare (Dos enviados especiais) - O Presidente João Gonçalves Lourenço disse na noite de sexta-feira, em Harare, que o antigo Chefe de Estado zimbabweano, Robert Mugabe, foi uma figura de destaque no processo de luta de libertação dos povos do continente africano.


João Lourenço falava à imprensa pouco depois da chegada a Harare, onde assinou um livro de condolências aberto no Aeroporto Internacional Robert Mugabe, em homenagem ao nacionalista Zimbabweano, que morreu sexta-feira (06), num hospital de Singapura, aos 95 anos.  

“O Presidente Mugabe é uma das figuras de destaque no processo de luta de libertação dos nossos povos, não só aqui nesta região da SADC, mas de uma forma geral, no continente”, disse João Lourenço.

Para o Presidente João Lourenço, a sua vinda a Harare destina-se a render, em seu nome pessoal, da sua família e do povo angolano, a última homenagem a “esse grande homem que foi Robert Mugabe”.

Acrescentou que o povo angolano está com um sentimento de pesar pelo facto de o continente africano ter perdido um dos seus melhores filhos.

O Presidente angolano encontra-se desde a noite de sexta-feira em Harare, para participar nas exéquias do antigo Chefe de Estado Zimbabweano, Robert Mugabe.

 À sua chegada a Harare, o Chefe de Estado angolano foi recebido pelo ministro zimbabweano dos Negócios Estrangeiros e Comércio Internacional, Sibusiso Busi Moyo.

O embaixador de Angola no Zimbabwe, Agostinho Tavares da Silva Neto, esteve, igualmente, presente no acto de recepção do Estadista angolano.

No Aeroporto Internacional Robert Gabriel Mugabe, o Presidente João Lourenço assinou o livro de condolências aí aberto em homenagem ao nacionalista zimbabweano que governou o país desde a independência em 1980 até ao seu afastamento em 2017.

De seguida, o Chefe de Estado angolano manteve um encontro de cortesia com o seu homólogo zimbabweano, Emmerson Mnangagwa, no Palácio Presidencial, a que estiveram presentes membros do seu gabinete.

Segundo uma nota da Casa Civil do Presidente da República, distribuída à Angop, o Chefe de Estado regressa sábado a Luanda, depois da cerimónia fúnebre, em homenagem a Mugabe.