Domingo, 24 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Primeira-dama aborda problemática da Covid


22 Maio de 2020 | 21h06 - Actualizado em 22 Maio de 2020 | 22h42

Encontro entre a primeira-dama, Ana Dias Lourenço (centro), com as ministras de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira (esq) e da Saúde, Sílvia Lutucuta

Foto: Cedida



Luanda - Questões ligadas à campanha "Nascer Livre para Brilhar" e à estratégia de prevenção do novo coronavírus foram abordadas esta sexta-feira, em Luanda, durante um encontro entre a primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, e a ministra de Estado para a área Social, Carolina Cerqueira.


Na reunião, que contou também com a presença da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, foi igualmente analisada a situação das populações mais vulneráveis, com realce para a situação da mulher grávida.

A campanha “Nascer Livre para Brilhar” tem como meta reduzir a taxa de transmissão do VIH de mãe para filho, de 26 para 14 por cento, em 2021, iniciativa da primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço.

Em declarações à imprensa, no final do encontro, Carolina Cerqueira disse que, a nível nacional, o programa abrange as províncias de Luanda, Cunene, Cuanza Sul, Lunda Sul, Huambo, Moxico, Huíla e do Bié.

“Viemos transmitir à primeira-dama os programas, que estamos a levar a cabo, de assistência e de acompanhamento às populações", expressou.

De acordo com a governante, está a ser priorizado, neste quadro de acções, o acompanhamento às mulheres grávidas, para serem testadas.

A campanha nacional “Nascer Livre para Brilhar” foi lançada em Dezembro de 2018, no Luena (Moxico), pela primeira-dama da República de Angola.