Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Minint em Cabinda desmente transferência de detidos


06 Julho de 2020 | 17h56 - Actualizado em 06 Julho de 2020 | 17h56

Cabinda - A delegação provincial do Ministério do Interior (Minint) em Cabinda desmentiu, nesta segunda-feira, a transferência, para lugar incerto, de três detidos da cadeia civil.


Tratam-se dos cidadãos, Maurício Bufita Baza Gimbi, André Lelo Bonzela e João da Graça Mampuela em prisão preventiva na Unidade Penitenciária da Cadeia Civil, detidos nos dias 28 e 30 de Junho sob acusação de crimes de rebelião e associação criminosa.

A corporação refuta, desta forma, as informações que circulam nas redes sociais segundo as quais o comandante provincial em Cabinda, comissário Eusébio Domingos e Costa, teria, no passado dia 4 do corrente mês, retirado da cadeia civil os cidadãos em causa.

A delegação do Minint em Cabinda classifica tais informações de falsas e infundadas, caluniosas e injuriosas, por não corresponderem com a verdade, uma vez que Maurício Bufita Baza Gimbi, André Lelo Bonzela e Joao da Graça Mampuela em momento algum deixaram a cadeia civil desde que foram detidos.

Em nota de imprensa enviada à Angop, esclarece também que face à pandemia da Covid-19, o acesso as cadeias sofreu algumas restrições, não sendo permitido visitas regulares, salvo em situações humanitárias.

A delegação provincial do MININT apela a população a manter calma e a não aderir a manobras que visam criar o sentimento de insegurança pública.