Sexta, 04 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Zonas de garimpo de diamantes têm segurança reforçada


05 Agosto de 2020 | 11h56 - Actualizado em 05 Agosto de 2020 | 11h55

Reforçada segurança nas zonas de garimpo de diamantes (ARQUIVO) Foto: ANGOP

Dundo - Os órgãos de defesa na Lunda Norte reforçaram as medidas de segurança nas zonas onde se tem registado um aumento considerável do índice de exploração ilegal de diamantes (garimpo), visando combater este fenómeno que tem aliciado os cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) a imigrarem para Angola.


A informação foi avançada esta quarta-feira, no Dundo, pelo delegado do Interior na Lunda Norte, Alfredo Quintino “Nilo”, que falava à imprensa a propósito da imigração e da exploração ilegal de diamantes na região.

O comissário assinalou que no município de Cambulo, ao longo da fronteira do Furi, onde nos últimos tempos tem havido alguma insistência dos cidadãos nacionais e estrangeiros da RDC em praticarem o garimpo de diamantes, foi redobrada as estratégias de actuação das forças, numa acção conjunta com os efectivos da segurança privada da Sociedade Mineira do Furi.

Explicou que a parceria com a empresa de segurança privada visa uma operação coordenado, com vista a assegurar a inviolabilidade das áreas de exploração, sobretudo concessionadas, tendo em conta a escassez agentes nos órgãos de defesa e segurança do Estado.

Disse que tal medida será abrangente para o Calonda (Lucapa) e nas áreas de Mussolobela e Catximo, no município de Cambulo.

Na ocasião, apelou a população destas zonas a colaborar com os órgãos de defesa, na denúncia dos cidadãos auxiliam a exploração ilegal de diamante e a imigração.

A província da Lunda Norte partilha uma vasta fronteira com a RDC (770 quilómetros quadrados).