Quinta, 03 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

MPLA incentiva divulgação da obra de Agostinho Neto


26 Setembro de 2020 | 18h20 - Actualizado em 26 Setembro de 2020 | 18h19

Mesa redonda sobre vida e obra de Agostinho Neto Foto: Cortesia de Manuel Zamba

Luanda - Os participantes da "Mesa redonda sobre a dimensão politica e cultural de Agostinho Neto" incentivaram, este sábado, à sociedade para uma maior divulgação e réplica do legado do fundador da Nação angolana.


O certame concluiu que se deve honrar Agostinho Neto de forma permanente e a sua vida e obra servir de incentivo às novas gerações.

A actividade, organizada sob a êgide do MPLA, rememora a vida e obra do fundador da Nação angolana, 41 anos depois do seu desaparecimento físico.

A acção, segundo os participantes, constitui um contributo que o partido no poder dá no sentido de todos perpetuarem os ensinamentos de Agostinho Neto.

O evento, realizado sob o lema  “reforçar a unidade nacional com o legado de Neto”, visa contribuir para a educação cívica, ética e patriótica das comunidades sobre o papel desempenhado por Agostinho Neto na conquista da Independência Nacional.

Promover hábitos de leitura junto da juventude, realização de debates em várias plataformas e estimular o diálogo com várias sensibilidades culturais e politicas da sociedade sobre o legado de Agostinho consta das prioridades dos organizadores do evento.

Os prelectores Roberto de Almeida, Rosa Cruz e Silva, Cornélio  Calei e Jomo Forrtunato enalteceram as várias facetas da vida e obra de Agostinho Neto, com realce para as qualidades humanas demonstradas como médico, estadista, poeta e sacrifício em prol do bem-estar do povo.

Destacaram, igualmente, o seu papel no combate ao analfabetismo depois da conquista da Independência Nacional, com a criação das brigadas jovens de alfabetização que, em cinco anos, alfabetizaram perto de um milhão de cidadãos.

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, enalteceu, na ocasião, a Universidade Metodista de Angola por ministrar um curso sobre estudos de Neto, exortando a Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto a criar uma área de estudos sobre a vida e obra de Agostinho Neto.

Segundo a dirigente partidária, o sentido humanista e de liderança de Agostinho Neto fica expresso na necessidade da formação do homem novo por via da educação e dos valores e ideais do povo angolano.