Sexta, 04 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

MPLA consternado pela morte do nacionalista Horácio Brás


28 Outubro de 2020 | 21h51 - Actualizado em 29 Outubro de 2020 | 19h01

Luanda- O Bureau Político do Comité Central do MPLA manifestou esta quarta-feira consternação pela morte do nacionalista Horácio Pereira Brás, ocorrida na passada terça-feira, 27, vítima de doença.


Numa mensagem de condolências a que a ANGOP teve acesso, o MPLA considera a morte do nacionalista como a perda de uma eminente figura do nacionalismo angolano.

(Por dentro)

Horácio Pereira Brás da Silva participou activamente na luta clandestina de libertação nacional, tendo sido preso pela PIDE/DGS em três ocasiões, a última das quais durante cinco anos. Foi Secretário-geral da Coordenação dos Comités de Acção Política de Angola (CAPA).

Nascido aos 29 de Junho de 1936, na província do Huambo, o malogrado desempenhou a função de secretário-geral-adjunto da União Nacional dos Trabalhadores Angolanos (UNTA), de 1975 a 1978. Foi deputado à Assembleia do Povo e Membro do Conselho da República, entre 1990 e 1992.

Na Administração do Estado, destacou-se no exercício de vários cargos, com realce para os de ministro da Construção e ministro do Trabalho.

Formado em Sociologia, Horácio Pereira Brás da Silva deixou obras eivadas de mensagens espirituais na perseguição da humanização da sociedade.