Segunda, 23 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Registo Civil gratuito abrange localidades de difícil acesso no Zaire


29 Outubro de 2020 | 15h09 - Actualizado em 29 Outubro de 2020 | 15h08

Mbanza Kongo- Dezassete mil residentes em zonas de difícil acesso, na província do Zaire, foram abrangidos na Campanha de Registo Civil gratuito e Massificação do Bilhete de Identidade(B.I), desde Agosto deste ano.


Trata-se da população residente nas comunas de Serra de Kanda, município do Cuimba, Kaluka (Mbanza Kongo) e Pedra do Feitiço (Soyo).

De acordo com o coordenador desta campanha, Tussamba Nlandu, que falava hoje, quinta-feira, à Angop, em Mbanza Kongo, os habitantes destas localidades encontravam dificuldades de se deslocar às sedes municipais devido ao mau estado das vias de acesso.

O responsável explicou que uma brigada de oito elementos cada trabalhou nestas localidades de difícil acesso, para atender o universo de cidadãos acima referenciado.

Durante a jornada, informou,  foram atribuídos 20 mil e 866 assentos de nascimento, no âmbito da referida campanha que se prolongará até Setembro de 2022.

Deste número, 12 mil e 164 são menores de 13 anos de idade, dos quais cinco mil e 972 são do sexo feminino.

 A meta final a atingir, até 2022, é de 92 mil assentos, na região.

A campanha é promovida pelo Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos e tem por objectivo reduzir o número de cidadãos sem o documento nacional e a afluência aos postos de registo.

A província do Zaire conta, actualmente, com uma população estimada em 594 mil habitantes, distribuídos pelos municípios de Mbanza Kongo (sede), Cuimba, Soyo, Nzeto, Nóqui e Tomboco.