Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Governador de Cabinda pede rigor na aquisção de terrenos


13 Dezembro de 2018 | 12h20 - Actualizado em 13 Dezembro de 2018 | 15h52

Governador de Cabinda - Eugénio Laborinho

Foto: Angop



Cabinda - O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, defendeu hoje, nesta cidade, maior organização e rigor na aquisição e o uso de terrenos para salvaguardar os interesses das futuras gerações.


O responsável falava no encontro promovido pela secretaria do ordenamento do território, urbanismo e ambiente, para desencorajar alguns cidadãos que insistem em continuar a construir casas em zonas de riscos, como nas valas de drenagem das águas e nas encosta do morro do Tchizo.

O morro de Tchizo localizado entre os bairros  Amilcar Cabral e Gika sofreu, nos últimos 15 anos, uma invasão de populares que devastaram grande parte da montanha com a construção anárquica de mais de duas mil residências sem segurança habitacional.

A devastação do morro do Tchizo tem provocado erosões e destruição de residências devido à força das águas pluviais que descaem para a zona da baixa da cidade, criando inundações nas principais vias, como a de Duque de CHiazi e na zona da paragem de Yema.

O governo da província e a secretaria das obras públicas, no âmbito da sua política de criar melhores condições habitacionais, estão a desalojar alguns populares nestas zonas de risco e  transferi-los para área habitacional de Zongolo onde já foram erguidas mais de mil casas evolutivas do tipo T3.