Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

MPLA solicita instalação de hospital no Belo Monte


03 Junho de 2019 | 14h37 - Actualizado em 03 Junho de 2019 | 14h34

Luanda - O coordenador do grupo de acompanhamento do comité de Luanda do MPLA para o Cacuaco, Bento Kangamba, solicitou das autoridades administrativas a instalação de um hospital de campanha no bairro Belo Monte, considerado um dos mais críticos em termos de assistência médica.


Bento Kangamba, que trabalhou durante o fim-de-semana em Cacuaco, disse que o pedido foi endereçado ao Ministério da Saúde e foi respondido positivamente.

Segundo o político, apesar de serem realizadas com frequência as Feiras de Saúde, a abertura de um hospital permanente é muito mais benéfico, pois seria possível o rastreio de patologias diversas e apenas os casos mais graves serem encaminhados para o Hospital Municipal de Cacuaco.

Por outro lado, Bento Kangamba disse que os coordenadores de bairros e populares estão orientados no sentido de colaborar com as equipas da administração para indicar os locais ideais para a construção de escolas, centros médicos e outros serviços.

O bairro do Belo Monte alberga mais de 50 mil habitantes e começou a ser habitado em 2002, fruto de ocupação ilegal de terras.  

A localidade não possui nenhuma unidade médica e em caso de doença os moradores são obrigados a percorrer longas distâncias até aos centros médicos dos bairros Vila Paz, Mulenvos ou ao Hospital Municipal de Cacuaco.

Cacuaco conta com 17 unidades sanitárias, entre as quais um hospital municipal e três centros de saúde materno infantil de referência, localizado na Funda e Sequele, que funciona 24 horas por dia.

O município dispõe de 13 centros médicos distribuídos pelos bairros dos Mulenvos de Baixo, Vila da Paz, Paraíso, Cerâmica, 22 de Janeiro e Barra do Bengo. Os restantes encontram-se nas zonas do Alto Quifangondo, Baixo Quifangondo, Caop Velha, Camicuto e Kilunda.