Sábado, 16 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Mil cidadãos recebem assistência médica


04 Setembro de 2019 | 13h50 - Actualizado em 04 Setembro de 2019 | 13h49

Feira da saúde da Igreja Teosófica

Foto: Oscar Silva



Luanda - Mil cidadãos residentes no distrito urbano de Camakienza, município do Sambizanga, em Luanda, foram atendidos nesta quarta-feira no decorrer da segunda feira comunitária da saúde numa iniciativa da Igreja Teosófica Espírita em colaboração com a clínica Graça Esperança.


De acordo com informações colhidas pela Angop, na acção foram atendidas crianças, adultos e idosos, sendo a hipertensão arterial, as diabetes e a malária as patologias detectadas em maior número.

Em declarações à imprensa a membro da  comissão organizadora do evento, Isabel Ferreira, afirmou que o evento visou fazer o rastreio de doenças crónicas não transmissíveis, bem como inculcar no seio da população a cultura de fazer o rastreio médico rotineiro.

A interlocutora informou que muitos dos pacientes com hipertensão e diabetes tiveram de ser medicados na altura por apresentarem níveis elevados e alguns transferidos para unidades  hospitalares de referência.       

Informou ser pretensão da clínica Graça Esperança levar a cabo ainda este ano o café das gestantes onde  irá explicar as mulheres grávidas a importância das consultas pré-natais, assim como aquelas que  pretendem ter filhos quais os primeiros sintomas de uma gravidez.

Vai de igual modo realizar a segunda edição da sopa comunitária a ter lugar no mesmo distrito urbano,  visando apoiar as famílias mais vulneráveis. A primeira edição aconteceu em Agosto deste ano.

Na ocasião, a líder da Igreja Teosófica Espírita, profetisa Suzete João, afirmou que este acto faz parte da acção social da congregação como parceira do estado.   

Referiu ser pretensão da Igreja Teosófica Espírita contribuir no  programa de saúde preventiva com  o objectivo de evitar mortes prematuras por patologias que podem ser evitadas.    

A primeira feira da saúde realizou-se a 27 de Julho do ano em curso no distrito urbano do Talatona em que 1.500 cidadãos receberam assistência médica e medicamentosa.