Sábado, 28 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Síntese Mundial


31 Março de 2020 | 22h08 - Actualizado em 31 Março de 2020 | 23h03

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus Foto: Divulgação

Luanda - A pandemia do novo coronavírus já matou 36.571 pessoas em todo o mundo, das quais quase três quartos na Europa, segundo um balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS), actualizado às 19:00 de hoje.


De acordo com a OMS, desde o início da pandemia em Dezembro passado, na China, 754.948 casos foram oficialmente declarados em todo o mundo, mais da metade deles na Europa, o continente mais afectado.

Paralelamente, outro balanço divulgado hoje pela agência noticiosa francesa (AFP) precisa que os Estados Unidos e Canadá têm 172.071 casos (3.243 mortes entre ambos) e 108.421 na Ásia (3.882 mortes).

Com 12.428 mortes, a Itália é o país com mais mortes no mundo, seguida pela Espanha (8.189) e pela China (3.305).

Por sua vez, o Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças da União Africana (Africa CDC) eleva para 172 o número de mortes causadas pela Covid-19 em 48 países africanos, havendo a registar 5.413 casos e 388 doentes recuperados.

Na sua contagem divulgada às 17h00 de hoje, o Centro da União Africana indica que a África central regista 353 casos, 15 mortes e 13 recuperações, enquanto África do leste regista 460 casos, sete mortes e seis recuperações.

No norte de África, onde se concentra a maior parte dos casos, o Africa CDC actualizou os números, registando agora 2.185 casos, que resultaram em 118 mortos e 243 pessoas que recuperaram da infecção.

Na África Austral, há 1.435 infectados, cinco mortos e 32 pessoas conseguiram recuperar.

A África Ocidental, por seu lado, regista 980 casos, que resultaram em 25 mortes e 94 recuperações.