Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

COVID-19: Governadora destaca empenho das forças de segurança


04 Abril de 2020 | 14h31 - Actualizado em 04 Abril de 2020 | 14h31

Cunene: Gerdina Didalelwa - Governadora Provincial do Cunene

Foto: JOSÉ CACHIVA



Ondjiva - A governadora da província do Cunene, Gerdina Didalelwa, destacou hoje, sábado, em Ondjiva, o trabalho dos órgãos de defesa e segurança no cumprimento das medidas impostas pelo Estado de Emergência para evitar a circulação comunitária da Covid-19.


A governante teceu essas considerações, numa  declaração pública, para celebrar os 18 anos  de Paz e Reconciliação Nacional, assinalado hoje (4 de Abril), referindo que os órgãos de defesa e segurança são verdadeiros heróis, pois estão nas ruas para se fazer cumprir as medidas preventivas contra o Coronavírus.

Gerdina Didalelwa aconselhou ainda à população  a estar atenta às falsas notícias que  circulam nas redes sociais sobre a  cura do COVID-19, pós o importante é mesmo a  observância  das medidas de prevenção baseada na  lavagem das mãos com água e sabão azul com frequência.

Relativamente ao 4 de Abril de 2002, a governadora afirmou que constituiu o segundo  marco histórico da país, a par  do 11 de Novembro de 1975, dia da Independência Nacional.

Gerdina Didalelwa  sublinhou que, este ano, a data comemora-se de forma diferente,  devido o Estado de Emergência que vigora no país, mas deve servir de  maior reflexão sobre os ganhos alcançados nos vários  domínios social, económico e cultural.

 Cunene conta com oito centros de quarentena sendo dois em Ondjiva e seis nos restantes municípios, onde estão  182 cidadãos em quarenta institucional e 35 em quarentena domiciliar.

 Os  cidadãos em quarentena são nacionais, provenientes da República da Namíbia e África do Sul.

 O Covid-19 é uma pneumonia que emergiu na cidade chinesa de Wuhan, em Dezembro, causada por um novo Coronavírus.

Essa pandemia tem sido comparada à epidemia global da síndrome respiratória aguda (SARS, na sigla em inglês), que aconteceu em 2002 e 2003.

 Até a presente data estão confirmados, no país, cinco casos positivos da covid-19, uma recuperação e dois óbitos.