Sexta, 15 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Zaire: Malária provoca 48 mortes em três meses


12 Maio de 2020 | 12h42 - Actualizado em 12 Maio de 2020 | 14h15

M'banza Kongo - Quarenta e oito mortes por malária foram registadas de Janeiro a Março deste ano, num universo de 58 mil e 904 casos desta doença, diagnosticados pelas autoridades sanitárias da província do Zaire.


A supervisora provincial do Programa de Combate à Malária, Maria Augusto, explicou, nesta terça-feira, à Angop, ter havido aumento de um caso de morte em comparação aos três primeiros meses de 2019, envolvendo, na sua maioria, menores de cinco anos.

Quanto ao número de casos, informou ter-se registado uma diminuição de cinco mil e 686 casos a nível da região, em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

Considerou o uso de mosquiteiros impregnados com insecticida por parte de gestantes e crianças menores de cinco anos, bem como a eliminação de focos de lixo e charcos de água como sendo alguns dos factores que concorreram para a redução dos casos desta doença na região.

Considerou a malária a principal responsável de mortes e internamentos em unidades sanitárias da província, pelo que apelou à população para o cumprimento rigoroso das medidas de prevenção e combate, indicadas pelas autoridades sanitárias locais.

A província do Zaire tem 594 mil e 428 habitantes distribuídos em seis municípios, 25 comunas e 711 aldeias.