Quarta, 27 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Cacolo reforçado com material de biossegurança


03 Junho de 2020 | 13h55 - Actualizado em 03 Junho de 2020 | 13h55

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação



Cacolo - A Administração Municipal de Cacolo, na província da Lunda Sul, recebeu hoje, quarta-feira, por parte do Gabinete Provincial da Saúde, um lote de material de biossegurança, com vista a servir a população e técnicos que labutam nas mais diversas unidades sanitárias, nesta fase de combate da pandemia da covid-19.


O material é composto por álcool gel e etílico, luvas, máscaras, batas descartáveis, óculos de protecção e diversos antibióticos.

Na ocasião, o director do Gabinete Provincial da Saúde, Viegas de Almeida, afirmou que a entrega deste material enquadra-se no plano de contingência de combate à pandemia e visa garantir que as unidades sanitárias estejam preparadas para possíveis casos positivos.

Sobre a situação epidemiológica do município, considerou estável, apelando a população no sentido de continuarem a cumprir com as medidas de prevenção, permanecendo em casa e apenas sair em questões de saúde ou para aquisição de bens alimentares.

Por seu turno, o administrador municipal de Cacolo, Adérito Cahanga, agradeceu o gesto da Direcção da Saúde e prometeu gerir melhor o contingente, para servir técnicos e pessoas desfavorecidas da zona.

Reforçou o apelo aos agentes económicos e não só sedeados na municipalidade a doarem do pouco que têm, com maior incidência a água, alimentação e material de biossegurança, para serem distribuídos as famílias desfavorecidas.

O município de Cacolo dista a 141 quilómetros da sede de Saurimo, possui uma extensão territorial de 15 mil e 402 quilómetros quadrados, onde vivem mais de 36 mil 185 habitantes, que se dedicam essencialmente à agricultura e ao comércio informal.