Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Governadora defende investimento no sistema de saneamento


07 Julho de 2020 | 16h28 - Actualizado em 07 Julho de 2020 | 16h28

Joana Lina - Governadora de Luanda (arquivo) Foto: Alberto Juliao

Luanda - A governadora da província de Luanda, Joana Lina, defendeu hoje, terça-feira, a necessidade de se investir mais no sistema de saneamento básico da capital do país no sentido de ser mais funcional e responder à demanda das zonais urbanas e pré-urbana.


A governadora fez este pronunciamento quando intervinha na cerimónia de abertura de um fórum sobre ”Saneamento e água na província de Luanda”, tendo ressaltado que a melhoria do saneamento básico de uma cidade constitui uma medida eficiente e eficaz na prevenção de doenças.

Disse que o serviço de saneamento básico (o sistema de esgotos, a recolha, tratamento e reciclagem de lixo, assim como o direccionamento das águas pluviais), tem impacto directo e diário nos municípios, distrito e bairros, facto que aumenta os níveis de cobrança da população sobre os responsáveis de uma determinada circunscrição.

Lembrou que a deposição de resíduos a céu aberto, associado à ineficácia do processo de recolha e tratamento do lixo atrai insectos e roedores que provocam doenças aos humanos e danos ao ambiente.

Fez saber que a iniciativa da realização deste fórum foi juntar especialistas ligados ao sector de modo a fomentar discussões aberta e encontrar as melhores soluções sobre a importância da utilização dos indicadores de saneamento ambiental para servirem de base para orientação de políticas públicas.

Neste encontro, frisou, pretende-se ainda discutir conceitos sobre o saneamento e sua importância para a saúde e bem-estar da população.

O encontro decorreu na sala de conferência do Instituto Geográfico e Cadastral de Angola (IGCA), onde os participantes debateram temas como “ Diagnóstico do saneamento da província”, “A problemática das águas e do saneamento básico em Luanda”, entre outros assuntos.