Quarta, 27 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Hospital do Cazenga beneficia de ventiladores


20 Agosto de 2020 | 15h00 - Actualizado em 20 Agosto de 2020 | 15h26

Cazenga - Uma sala para atender e dar resposta a eventuais pacientes com sintomas da Covid-19 foi criada hoje, quinta-feira, no Hospital Municipal do Cazenga, em Luanda, com a montagem de três ventiladores invasivos.


Os meios constam do Projecto de Fortalecimento do Desempenho do Sistema de Saúde, financiado pelo Banco Mundial, que está a distribuir e montar ventiladores a várias unidades hospitalares do país, num total de 100.

O director administrativo da unidade hospitalar, Amorin Santana, adiantou que os equipamentos foram montados num espaço isolado da instituição, onde já existe sinalização de identificação com luzes verdes e vermelhas.

A especialista sénior de saúde do Banco Mundial, Carmen Carpio, que tem residência em Luanda, disse que o Ministério da Saúde identificou as áreas prioritárias a nível nacional para reforço dos equipamentos e insumos que permitam aos centros de saúde terem condições para responder à pandemia da Covid-19.

Sublinhou que os ventiladores são peças chave para cuidados intensivos dos pacientes que necessitam de oxigénio, porque a Covid-19 afecta os órgãos respiratórios.

Carmen Carpio disse que os ventiladores são adequados para serem montados nos hospitais com as condições de zonas verde, amarela e vermelha para uma triagem de isolamento apropriado.

O Hospital Municipal do Cazenga, inaugurado em Maio de 2012, ocupa uma superfície de 3.900 metros quadrados, e tem a capacidade de 75 camas.

Possui banco de urgência, área para consultas externas, pediatria para 20 camas, dois blocos operatórios, maternidade, morgue, sector administrativo e parque de estacionamento, entre outras.

Cazenga, um dos nove municípios da província de Luanda, conta com seis distritos urbanos, nomeadamente o Tala-Hadi, Hoji ya Henda, Cazenga, 11 de Novembro,  Kima-Kieza e Calwenda.