Sábado, 23 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Angola poderá receber 12 milhões de vacinas


31 Agosto de 2020 | 21h13 - Actualizado em 31 Agosto de 2020 | 21h29

Ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta (Arquivo)

Foto: Pedro Parente



Luanda - Angola poderá receber uma doação de 12 milhões de vacinas contra a Covid-19, tão longo seja aprovada qualquer amostra em investigação pela Organização Mundial de Saúde (OMS), anunciou hoje, segunda-feira, em Luanda, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.


Em conferência de imprensa de actualização da situação epidemiológica da Covid-19 nas últimas 24 horas, Sílvia Lutucuta assegurou que Angola receberá a doação de 12 milhões de vacinas por constar da lista de países em vias de desenvolvimento.

“Trabalhamos com a Aliança Internacional de Vacina, com a Organização Mundial da Saúde, e temos uma iniciativa que é a Covax, que permite, de forma antecipada, que os países em vias de desenvolvimento tenham a oportunidade de terem vacinas quando forem aprovadas”, assegurou.

A imunização vai priorizar as pessoas do grupo de risco, mormente as que possuem cormobilidades (doenças associadas), como a hipertensão, diabetes, anemias falciforme e outras.

Para o resto da população, segundo a ministra da Saúde, o Governo angolano deverá adquirir para acudir a população por vias de campanhas de vacinação.

Angola soma 2.654 casos confirmados de Covid-19, com 108 óbitos, 1.071 doentes recuperados e 1.475 hospitalizados.

Dos casos activos, um está em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 23 graves, 36 moderados, 48 com sintomas leves e 1.346 assintomáticos.