Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Polícia reforça cumprimento do Código de Estrada nos transportes escolares


07 Fevereiro de 2019 | 14h37 - Actualizado em 07 Fevereiro de 2019 | 15h40

Transportes Públicos (arquivo) Foto: Pedro Parante

Luanda - A obrigatoriedade do cumprimento escrupuloso do Código de Estrada nos transportes escolares está a ser reforçada, com a realização de palestras e seminários envolvendo gestores, pais e encarregados de edução, sob coordenação de especialistas da Unidade de Trânsito de Luanda, com o intuito de evitar acidentes de viação.


Em 2018, segundo dados da polícia nacional, a província de Luanda liderou a lista de acidentes, com mil e 300 casos, provocando 437 mortes e  mil e 20 feridos. 

São apontadas como causas o excesso de velocidade, condução em estado de embriaguez, não observância das regras de trânsito, bem como a travessia  desordenada de peões.

Só nas últimas 24 horas, a Polícia Nacional em Luanda notificou quatro acidentes de viação, com um morto,  três feridos e danos matérias avaliados em 700 mil kwanzas.

Em declarações à Angop, nesta quinta-feira, o comandante da Unidade de Trânsito de Luanda, superintendente Roque Silva, disse que se pretende incutir a necessidade do uso de acessórios como cadeiras de retenção, cinto de segurança, bem como a moderação da velocidade, principalmente quanto se trata de transportes de menores.

Sem avançar cifras, o oficial superior reconhece ser reduzido o número de sinistros rodoviários envolvendo transportes escolares, mas recordou  o acidente ocorrido, em Outubro de 2018, na Centralidade do Kilamba, em que um mini-autocarro pertencente a um colégio privado colidiu com uma viatura ligeira, tendo causado a morte de uma vigilante e o ferimento de nove alunos.