Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: ONG oferece material de biossegurança


26 Junho de 2020 | 13h43 - Actualizado em 26 Junho de 2020 | 18h33

Representante da ONG People, Elias Komba

Foto: Júlio Vilinga



Huambo - A Organização Não-governamental People in Need (PIN) ofereceu hoje, sexta-feira, no Huambo, material diverso de biossegurança ao Centro Materno Infantil da Mineira, para proteger os técnicos locais de possíveis contágios de gripe por coronavírus (covid-19).


Trata-se de 380 batas, 200 peças de gorros descartáveis, 900 pares de luvas não estéreis e 450 luvas de cirurgia estéreis, para beneficiar um total de 79 profissionais, entre médicos e técnicos que asseguram o funcionamento do centro, localizado no bairro do Kapango, arredores da cidade do Huambo.

Na ocasião, a responsável da instituição sanitária, Arminda Culembe, enalteceu a iniciativa da ONG People in Need em disponibilizar o material de biossegurança, que ajudará os técnicos na prestação de um serviço de qualidade aos cidadãos, em caso de atendimento de pacientes infectados pela covid-19.

Valorizou que esta iniciativa eleva a auto-estima dos profissionais de saúde em prestar uma assistência aos pacientes com segurança e, sobretudo, por terem escolhido a instituição que dirige, entre as distintas que existem na província do Huambo, face à actual situação epidemiológico que o mundo e o país, em particular, atravessa.

Já o oficial do projecto “Saúde Móvel”, implementado pela ONG People in Need, Elias Komba, explicou que a instituição que dirige tem por objectivo contribuir para a diminuição da taxa da morbi-mortalidade infantil nesta região e, por este motivo, tomou essa iniciativa para proteger os técnicos e os utentes, principalmente as crianças que nascem nesta unidade sanitária.

Referiu que o projecto conta com o financiamento da operadora da telefonia móvel UNITEL, no âmbito dos esforços de combate à covid-19, que tem sido empreendido pelo Governo angolano, em parceria com a sociedade civil e organizações não-governamentais nacionais e internacionais, para evitar a sua propagação.

Elias Komba deu a conhecer ainda que a ONG presta igualmente uma educação sanitária, via telefónica e a custo zero, às grávidas, com o envio semanal de três mensagens educativas sobre a importância da nutrição do bebé, higiene das crianças e o controlo do período de vacinas.  

O Centro Materno Infantil da Mineira, localizado no bairro de Kapango sub-urbano, atende diariamente em média 300 pacientes, com a prestação de serviços nas áreas de pediatria, medicina, obstetrícia, sala de parto, planeamento familiar, puericultura e um laboratório de análises clínicas, que trabalha 24/24 horas.