Domingo, 17 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Covid-19: Polícia detém cidadãos por violação de cerca sanitária de Luanda


03 Julho de 2020 | 16h30 - Actualizado em 03 Julho de 2020 | 16h30

Mbanza Kongo - A Polícia Nacional no município do Soyo, província do Zaire, deteve, quinta-feira, dois cidadãos nacionais por violação de cerca sanitária de Luanda.


Os infractores, sendo um do sexo feminino, foram detidos no posto de controlo das 12 pontes quando viajavam para o município do Soyo, provenientes da capital do país.

Em nota enviada à ANGOP, em Mbanza Kongo, a corporação avança que os dois viajavam numa viatura ligeira carregada de mercadoria diversa.

Os referidos cidadãos disseram que para chegar ao interior da província do Zaire exibiram, ao longo da via, credenciais passadas, alegadamente, por duas empresas (Luxtn Tecnologia de Comunicação e Soma Lda), com sedes em Luanda.

“Pagamos cinco mil kwanzas por cada credencial, para facilitar a deslocação até ao município do Soyo”, afirmaram.

Os acusados, segundo a Polícia, foram encaminhados para um centro de quarentena institucional, localizado no bairro Kitona, periferia da cidade do Soyo, enquanto decorre processo criminal.

Nos últimos dias, os habitantes da vila do Nzeto queixaram-se da presença de cidadãos “estranhos” que escalam a localidade na calada da noite, provenientes alegadamente de Luanda.

A Polícia Nacional anunciou o reforço do controlo no posto do rio Loge, que delimita a província do Zaire com Bengo.