Quarta, 25 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

SIC desmantela rede de contrabando de combustíveis em Cabinda


03 Julho de 2020 | 15h34 - Actualizado em 03 Julho de 2020 | 15h31

Cabinda - O Serviço de Investigação Criminal (SIC), na província de Cabinda, desmantelou quinta-feira, na localidade de Povo-Grande, uma rede que se dedicava ao contrabando de combustíveis (gasóleo e petróleo iluminante) para a República Democrática do Congo (RDC).


Trata-se da firma Organizações JMC (posto de revenda de combustíveis por inaugurar) que guardava, em cinco reservatórios, cerca de 80 mil litros de gasóleo e 75 mil de petróleo iluminante, que serviam de pontos de trânsito do produto para a RDC.

No local, as forças da ordem apreenderam igualmente um camião com 35 mil litros de combustível, que servia para a transportação dos derivados do Terminal Oceânico de Cabinda (TOC) no Futila, onde se encontra a Sonangol Logística, fornecedora do produto em Cabinda.

O director provincial do SIC em Cabinda, superintendente Santos Manuel Pedro Alexandre, disse que a intra-estrutura era usada pelos contrabandistas para armazenar quantidades elevadas de combustível, para serem traficados nos Congos.

“A firma servia de stock de combustível dos contrabandistas, cujos produtos serviam para alimentar os intentos comerciais ilícitos nas vizinhas RDC e República do Congo. Foi instaurado um processo-crime contra o proprietário da empresa, com vista a apurar a veracidade dos factos", salientou.

Órgãos operativos do Minint, em colaboração com as Forças Armadas Angolanas, têm vindo a intensificar micro-operações, com o objectivo de desencorajar as acções dos contrabandistas, que têm resultado na apreensão de quantidades de gasolina, petróleo iluminante e gasóleo.