Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

ADRA instala reservatórios de água nos Gambos e Humpata


11 Julho de 2020 | 11h19 - Actualizado em 11 Julho de 2020 | 11h19

Lubango - Vinte e cinco cisternas, com capacidade para armazenar 62 mil litros de água cada unidade, estão a ser construídas nos municípios dos Gambos e da Humpata, província da Huíla, pela Organização Não Governamental ADRA, para minimizar os efeitos da seca.


A informação foi avançada neste sábado, à Angop, na cidade do Lubango, pelo responsável da  Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) da província da Huíla, Simeone Justino, tendo precisado que estão a ser construídas 17 cisternas nos Gambos e oito na Humpata, para apoiar as comunidades mais afectadas pela seca.

Disse que a iniciativa faz parte do Projecto de Apoio à Resiliência e Mitigação dos Efeitos da Seca (PARMES), que prevê a construção de cem cisternas até 2023 nos municípios dos Gambos (84) e Humpata (16).

Explicou que uma cisterna de 62 mil litros de água potável pode ajudar uma família, com um agregado composto por seis a oito pessoas, por um período de três a quatro meses, em época de seca.

Fez saber que o projecto, além da construção dos reservatórios de água, possui uma componente agrícola, com a cedência de plantas e sementes aos habitantes locais para desenvolverem a agricultura, para a sua subsistência.

A ADRA, fundada há 25 anos, opera nas províncias da Huíla, Huambo, Malanje, Cunene, Namibe e Luanda.