Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Bocoio beneficia de mais de mil milhões de kwanzas do PIIM


10 Julho de 2020 | 23h35 - Actualizado em 11 Julho de 2020 | 12h58

Benguela: Administrador municipal do Bocoio, Ernesto Pinto Foto: Augusto Cordeiro

Lobito - A execução de sete projectos inscritos no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), referentes ao município do Bocoio, província de Benguela, está avaliada em cerca de mil e quarenta milhões de kwanzas, soube hoje, sexta-feira, a Angop.


Trata-se de três escolas primárias de sete salas de aula cada, um posto policial, terraplanagem de dois troços perfazendo 36 quilómetros, bem como a entrega de gado bovino e charruas a ex-militares para alavancarem a produção agrícola.

De acordo com o administrador do Bocoio, Ernesto Pinto, as escolas serão construídas na sede municipal, comunas da Chila e do Cubal do Lumbo, absorvendo cerca de mil e 500 alunos.

A esquadra policial vai nascer na sede do município, no bairro Alto Henriques - Casas Novas, de maior densidade populacional e mais problemático em termos de criminalidade, disse.

Relativamente à melhoria da circulação rodoviária, está prevista a terraplanagem do troço que liga a sede comunal do Cubal do Lumbo à povoação da Chicuma (22 km), bem outro que sai da comuna do Cubal do Lumbo à povoação do Cavimbe II, ligando à EN 110 e comuna da Chila.

“Esta estrada beneficiará o movimento de pessoas e bens entre o interior e o litoral, sem necessidade de passar pela descida de 10 por cento do baixo Pundo, muito perigosa sobretudo no tempo chuvoso”, frisou.

Na presença do governador da província de Benguela, Rui Falcão Pinto de Andrade, que lançou a primeira pedra para construção das infra-estruturas, o prazo para a entrega dos projectos das escolas e do posto policial é de seis meses.

Na sequência da visita do governador ao município do Bocoio, registou-se a entrega por parte da administração local, de 30 cabeças de gado bovino e charruas aos antigos combatentes, no âmbito do combate a pobreza, bem como a visita as obras do novo sistema de captação, tratamento e distribuição de água da sede municipal e hospital local.