Sábado, 16 de Janeiro de 2021
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Facilitado escoamento de citrinos no Golungo Alto


14 Julho de 2020 | 12h06 - Actualizado em 14 Julho de 2020 | 12h13

Reabilitação de vias de acesso

Foto: Estevão Manuel



Golungo Alto - A reabilitação das vias de acesso às zonas de produção agrícola, no município de Golungo Alto, Cuanza Norte, está a facilitar o escoamento da produção de citrinos, afirmou a administradora local.


Em declarações esta terça-feira à imprensa, Teresa da Costa referiu que anteriormente toda a produção deteriorava-se nos campos de cultivo devido ao mau estado das vias de acesso.

“No ano passados víamos os citrinos (laranja, limão, toranja e tangerina) a se perderem no chão. Este ano está a ser diferente com a reabilitação das vias de acesso, sobretudo da comuna da Cerca”, frisou.

Disse que estão, também, a ser intervencionados os troços entre as localidades de Açude, Cerca e Beira Alta, num percurso de 23 quilómetros, bem como o troço entre a sede municipal do Golungo Alto e o sector de Cabinda (mais de 30 quilómetros).

Teresa da Costa mencionou ainda a reabilitado a requalificação dos acessos entre as comunas de Cambondo e Kiluanje, bem como Kiluanje/Muenembala, num total de 30 quilómetros.

Foram igualmente reabilitados o troço entre o sector de Cabinda/Gungo/Kimbulo, num percurso de seis quilómetros, visando impulsionar a produção agrícola e facilitar as trocas comerciais.

Explicou que a reabilitação de tais troços está enquadrada no Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), orçados em AKz 294 milhões.

O município de Golungo Alto localiza-se a 56 quilómetros da cidade de Ndalatando (capital da província), conta com uma população estimada em  33 mil 834  habitantes, na sua maioria camponesa.