Sexta, 04 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Grupo Media Nova com comissão de gestão


03 Agosto de 2020 | 19h16 - Actualizado em 04 Agosto de 2020 | 11h11

GRUPO MEDIA NOVA. Foto: Divulgação

Luanda - O Grupo Media Nova S.A. conta, desde hoje, segunda-feira, com uma Comissão de Gestão, nomeada pelo ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem.


Conforme uma nota deste departamento ministerial, a que a ANGOP teve acesso, a comissão tem como coordenador-geral Paulo Bernardo Neto.

Integra ainda o jornalista Daniel Paulo da Costa, nomeado coordenador para o jornal O País, e Cristiano Barros, coordenador para a Rádio Mais.

De igual modo, fazem parte da nova gestão Alda Moniz, coordenadora para os Assuntos Jurídicos, Álvaro Fernão, , coordenador para Administração e Finanças, e Aleck Navalha Dias, coordenador para área Comercial e Marketing.

Conforme a nota, a  comissão tem 120 dias para concluir as acções que visam a reestruturação da até então empresa privada e submeter o relatório final.

No quadro da reestruturação do grupo Media Nova, que passou para a gestão do Estado, no último dia 30 de Julho, cessaram funções as entidades que integravam o então Conselho de Administração.

Trata-se de Felipe Correia de Sá, Presidente do Conselho de Administração, Luís Gomes Paulo, Administrador Executivo, Kénia Kamotim Soares, Administradora Executiva, José Kaliengue, Director do jornal O País, Daniel Paulo da Costa, Subdirector do jornal O País.

Cessaram ainda funções Luís Gomes Paulo, Director da Rádio Mais, Marco Rodrigues, Francisco Quissola e Edno Pinto, dos cargos de directores adjunto da Rádio Mais.

De recordar que a TV Zimbo, a Rádio Mais e o jornal O País, todas do grupo Media Nova, foram entregues ao Estado angolano, no âmbito do processo de recuperação de activos criados com fundos públicos, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR).

O Serviço Nacional de Recuperação de Activos promoveu a entrega das empresas privadas da  Media Nova S.A e TV Zimbo Teledifusão S.A. ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

A acção insere-se na estratégia do Governo de luta contra a corrupção.