Sexta, 04 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Polícia detém manifestantes em Calandula


21 Setembro de 2020 | 11h04 - Actualizado em 21 Setembro de 2020 | 11h39

Malanje - Dez jovens estão detidos há três dias por se manifestarem de forma ilegal contra eventual má governação no município de Calandula, província de Malanje.


A informação foi prestada nesta segunda-feira, à imprensa, pelo porta-voz do Comando Provincial da Polícia de Malanje, Junqueira António, tendo explicado que a detenção ocorreu pelo facto de os indivíduos realizarem a manifestação num feriado, 17 de Setembro, Dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional, violando os pressupostos legais.

Referiu que os infractores incorrem nos crimes de violação da lei e desobediência às autoridades, uma vez que tinham sido orientados pela Polícia Nacional para marcar a manifestação para uma outra data.

Lembrou que a Constituição da República proíbe o exercício do direito à manifestação aos domingos e aos feriados nacionais.

Segundo o porta-voz, os detidos exigiam a destituição do administrador municipal de Calandula, Pedro Dembue, e em sua posse foram aprendidos cartazes com dizeres contra a governação local.

Fez saber que alguns dos implicados neste protesto são reincidentes na prática de convocação e realização de manifestações à margem da lei.

Esclareceu que a Polícia Nacional não se opõe às manifestações, por ser um direito previsto por lei, mas, para tal, deve-se cumprir com os procedimentos exigidos legalmente para serem autorizadas pela Administração Municipal de Calandula a realizar o protesto.

Dos 10 detidos, destacam-se oito manifestantes oriundos do município de Malanje, que aguardam pelo julgamento.