Terça, 01 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Cooperativa agrícola apoia portadores de deficiência


08 Outubro de 2020 | 11h27 - Actualizado em 08 Outubro de 2020 | 11h26

Sumbe - Portadores de deficiência, na localidade da Maria Teresa Helena, comuna do Jombe, município da Conda, província do Cuanza Sul começam a receber apoios em víveres este mês, numa iniciativa da Cooperativa Agrícola 26 de Novembro.


O apoio da agremiação será extensivo às viúvas e filhos de antigos combatentes em situação de vulnerabilidade, afirmou quarta-feira o presidente da Cooperativa, Araújo Júlio, no acto de tomada de posse do novo corpo directivo da instituição.

A par do apoio aos portadores de deficiência da localidade de Maria Teresa Helena, a Cooperativa Agrícola 26 de Novembro propõe-se em cooperar com diferentes organismos ligados ao sector, entre os quais, a Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-pecuárias de Angola (Unaca).

Segundo Araújo Júlio, a lista de parceiros da Cooperativa poderá alargar-se para o Ministério da Agricultura e Pescas, Estação de Desenvolvimento Agrário, Instituto de Desenvolvimento Agrário, bem como para Organizações Não Governamentais.

No acto, tomaram posse Araújo Júlio, no cargo de presidente, António José Gama (vice presidente), Ramos Alberto Sumano (secretário), Maria Henriqueta Nambundo (tesoureira) e Venâncio Lino Melo (chefe de reprodução).

Os membros da cooperativa acordaram em contribuir com uma jóia de 12 mil kwanzas/mês cada, para zelarem para o bem-estar dos associados.

A renovação de mandatos terá uma periodicidade quadrienal, enquanto a avaliação da produção será anual.

A cooperativa foi constituída a 10 de Setembro de 2019 e para a presente época agrícola tem preparados cerca de 40 hectares para o cultivo.