Quarta, 02 de Dezembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Mais de 50 aldeias ligadas à rede nacional de energia no Zaire


08 Outubro de 2020 | 12h01 - Actualizado em 08 Outubro de 2020 | 12h00

Subestação eléctrica Foto: arquivo

Mbanza Kongo - Cinquenta e quatro aldeias, das 711 que compõem a província do Zaire, norte de Angola, já beneficiam de energia eléctrica produzida por diversas centrais hidroeléctricas do país, no âmbito do Projecto de Electrificação da Província do Zaire (PROEZA), iniciado em 2016.


De acordo com o director provincial do Zaire da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), Filipe Domingos, em declarações esta quinta-feira, à ANGOP, o projecto de electrificação das zonas rurais da província já contemplou 28 aldeias do município do Nzeto, 14 do Cuimba, 6 do Tomboco, 4 do Nóqui, um de Mbanza Kongo e igual número do município do Soyo.

De subordinação central, a empreitada já permitiu a interligação à rede nacional de electricidade de todas as sedes municipais da província do Zaire, nomeadamente Mbanza Kongo, Soyo, Cuimba, Nzeto, Tomboco e Nóqui, com uma potência instalada de 128 Mw, dos quais 36 Mw apenas são consumidos.

“Ainda dispomos de 92 Mw por consumir. Esperamos por mais investimentos para que a energia eléctrica possa beneficiar mais habitantes desta província do Zaire”, referiu o director.

Explicou que no quadro do PROEZA foram montados no município de Mbanza Kongo 10 Postos de Transformação de Energia (PT), 37 no Soyo, 24 no Cuimba, 18 no Tomboco, 12 na vila fronteiriça do Nóqui e quatro Pts no município piscatório do Nzeto.

Quanto às subestações eléctricas, Mbanza Kongo conta com uma de 60/15 KV, Soyo 60/30 e 60/15 KV, Nzeto 60/15 KV, Cuimba 60/30 KV, Tomboco 220/30 KV e o município do Nóqui com uma de 60/15 KV.

Para a electrificação das sedes municipais da província do Zaire, o Executivo angolano desembolsou cerca de 435 milhões de dólares norte americanos.

A ENDE na província do Zaire controla 38 mil e 40 clientes nos seis municípios, sendo 30 mil e 757 no sistema pós-pago e sete mil e 283 no pré-pago.