Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

ADRA recomenda reforço dos serviços de saúde sexual e reprodutiva


23 Outubro de 2020 | 20h23 - Actualizado em 23 Outubro de 2020 | 20h22

Malanje - A Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) Antena-Malanje recomendou hoje (sexta-feira) a mobilização das distintas organizações da sociedade civil, em prol do reforço dos serviços de saúde sexual e reprodutiva em contexto da covid-19.


A recomendação saiu do 10º Módulo de Formação sobre Saúde e Direito da Mulher, que durante dois dias juntou mulheres de vários estratos sociais para abordar aspectos ligados à saúde reprodutiva da mulher, feminização da infecção por VIH/SIDA e promoção do género.

O encontro recomendou igualmente a multiplicação da informação sobre a saúde sexual reprodutiva, de modo a permitir que a população adulta conheça os seus direitos neste domínio e evitar tabus, há muito enraizados no seio das comunidades.

A conjugação de esforços entre instituições públicas e privadas no desenvolvimento de acções que ajudem a promover o equilíbrio entre os géneros, tendo em conta a necessidade de se continuar a empoderar a mulher, consta ainda das recomendações.

Por outro lado, os participantes ao encontro concluíram ser necessário a contínua reflexão sobre o papel da mulher no desenvolvimento sustentável das comunidades e apelaram às instituições académicas no sentido de incluírem nos seus planos curriculares a abordagem do género, com vista a contribuir para a edificação de uma sociedade cada vez mais equitativa.