Sexta, 27 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Religião e política devem servir as comunidades - bispo Tocoísta


24 Outubro de 2020 | 17h11 - Actualizado em 24 Outubro de 2020 | 17h11

Bispo da Igreja Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, Dom Afonso Nunes Foto: Angop

Luanda - O bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, dom Afonso Nunes, afirmou hoje, sábado, que a religião e a política devem estar ao serviço das comunidades e deixarem de servirem-se das pessoas.


O líder religioso fez este pronunciamento quando intervinha num encontro alargado com docentes do Instituto Superior Politécnico Tocoísta (ISPT) que serviu para reflectir sobre "a vida e as instituições no mundo: a religião e a política, fontes de conflitos".

Na óptica de dom Afonso Nunes, a política e a religião surgiram com o propósito de defenderem valores com vista a salvaguarda da boa convivência entre os povos, contudo os mesmos foram desvirtuados devido a males como o egoísmo e o espírito de ganância de muitos políticos e religiosos.

Salientou que “quando as instituições como a religião e a política se transformam em algozes em vez de percursores de formas de sã convivência e tornam-se centros de conflitos, querelas e guerras os lideres religiosos devem reflectir rapidamente”.

Para o bispo tocoísta se a religião sagrada não ocupar o seu devido lugar, os homens e mulheres encontrarão outras alternativas em que as pagãs e impuras, as teologias falsas e enganadoras vão se multiplicar e prosperar como está a acontecer em muitos países.

Defendeu a necessidade das igrejas cristãs de matriz africana resgatarem os valores fundamentais onde impera o amor, a fraternidade, a partilha e o perdão entre as pessoas.

Lamentou o facto de muitas religiões actualmente aprovarem práticas como o aborto, homossexualismo e outros males contrários ao estipulado nas Sagradas Escrituras.