Quarta, 25 de Novembro de 2020
    |  Fale connosco  |   Assinante    
 

Líder juvenil apela ao diálogo permanente


29 Outubro de 2020 | 10h51 - Actualizado em 29 Outubro de 2020 | 10h51

Luanda - O secretário executivo do Conselho Municipal da Juventude de Viana (CMJV), Leonel Morais, apelou aos jovens a pautarem pelo diálogo permanente, no sentido de se encontrar uma solução conjunta que dignifica a classe.


O responsável fez este pronunciamento hoje à Angop, reagindo à tentativa de manifestação de sábado passado, convocada por membros da sociedade civil, frustrada pela polícia nacional.

De acordo com Leonel Morais, a organização que dirige a nível do município de Viana não condena a manifestação, que é consagrada na constituição da República, mas reprova actos e comportamentos que não dignificam em nada a juventude.

‘’Se fomos chamados para participar nestas fases do nosso país, é porque nós somos actores de paz e tranquilidade pública, pois não podemos inverter este quadro’’ - realçou.

Precisou, por outro lado, que enquanto líderes juvenis têm a noção das dificuldades da juventude angolana, como o desemprego, a falta de habitação própria, mas devem todos ser participes na resolução destes problemas.

Informou que nesta fase da pandemia deve-se respeitar o bem maior, que a vida.

A tentativa de manifestação não autorizada pelas autoridades de Luanda, numa altura em que o país vê reforçadas as medidas restritivas de prevenção e combate à Covid-19, que proíbe ajuntamentos superiores a cinco pessoas, na via pública.

Ainda assim, os manifestantes avançaram para a tentativa de protesto, com centenas de cidadãos, na maioria jovens, a protagonizaram afrontamentos à Polícia Nacional e vandalizaram bens públicos.

Os mesmos tentaram protestar contra a não indicação de uma data para as eleições autárquicas, a falta de emprego, assim como exigirem melhores condições sociais.