Acidente de viação mata vinte pessoas na Argélia

Moscovo - Um veículo transportando principalmente cidadãos africanos capotou no sul da Argélia e deixou um saldo de 20 mortos nesta quinta-feira.

  •  

A informação foi confirmada pela Defesa Civil do país, de acordo com informações da AFP. O acidente ocorreu perto da cidade de Tamanrasset e 11 pessoas também ficaram feridas.

Tamanrasset, no extremo sul da Argélia, fica perto das fronteiras do país com Mali e Níger, e é uma rota de trânsito importante para migrantes ilegais da África Subsaariana que tentam chegar ao Mediterrâneo para depois cruzar para a Europa.

​Os passageiros estavam numa carrinha, informou a Defesa Civil argelina, acrescentando que o veículo ficou totalmente destruído.

Os feridos receberam os primeiros socorros no local do acidente antes de serem levados para um hospital.

Nos últimos anos, a Argélia tem obervado um fluxo de migrantes subsaarianos, muitos deles atravessando a fronteira sul do país.

As autoridades locais pedem aos motoristas que respeitem as regras de trânsito na Argélia, onde mais de 3.000 pessoas morreram nas estradas no ano passado, segundo dados oficiais.

  •  

A informação foi confirmada pela Defesa Civil do país, de acordo com informações da AFP. O acidente ocorreu perto da cidade de Tamanrasset e 11 pessoas também ficaram feridas.

Tamanrasset, no extremo sul da Argélia, fica perto das fronteiras do país com Mali e Níger, e é uma rota de trânsito importante para migrantes ilegais da África Subsaariana que tentam chegar ao Mediterrâneo para depois cruzar para a Europa.

​Os passageiros estavam numa carrinha, informou a Defesa Civil argelina, acrescentando que o veículo ficou totalmente destruído.

Os feridos receberam os primeiros socorros no local do acidente antes de serem levados para um hospital.

Nos últimos anos, a Argélia tem obervado um fluxo de migrantes subsaarianos, muitos deles atravessando a fronteira sul do país.

As autoridades locais pedem aos motoristas que respeitem as regras de trânsito na Argélia, onde mais de 3.000 pessoas morreram nas estradas no ano passado, segundo dados oficiais.