África do Sul comemora Dia da Juventude

  • Bandeira da África do Sul
Pretoria, ( Da correspondente) - A África do Sul comemora, nesta quarta-feira, o Dia da Juventude, em cerimónia a ser presidida pelo Chefe de Estado, Cyril Ramaphosa, na província do Kwazulu-Natal.

A informação foi divulgada esta terça-feira  em Pretória pela Presidência da República num comunicado a que a ANGOP teve acesso.

O comunicado recorda que aos 16 de Junho de 2021, assinala-se o 45° aniversário da revolta dos estudantes de várias escolas do país, por não concordarem com a obrigatoriedade da língua Afrikaans como língua de instrução, o que provocou uma violenta resposta do governo do apartheid.

Os tiroteios que se seguiram provocaram protestos a nível nacional e a intensificação  da resistência estudantil contra o sistema de segregação racial, lê-se no documento tornado público.

Este ano, o Dia da Juventude será comemorado sob o lema "O Ano de Charlotte Maxexe: Aumento do emprego juvenil para uma sociedade inclusiva e transformada".

Devido às restrições do Alerta do Nível 2 e ao aumento significativo de infecções da Covid-19, a comemoração contará com um número limitado de convidados e intervenientes-chaves, principalmente jovens, acrescenta o comunicado presidencial.

Os sul- africanos são convidados a sintonizar as plataformas digitais governamentais e os principais  canais noticiosos para seguimento das actividades alusivas ao dia.

O Chefe de Estado Cyril Ramaphosa vai proceder a uma actualização da sua mensagem sobre o  emprego para os jovens, dirigida durante o discurso sobre o Estado da Nação em 2020.

Igualmente fará o lançamento oficial do site juvenil SAYouth.mobi, a Rede Nacional de Gestão, para expandir as oportunidades e o apoio aos jovens.

 

 

A informação foi divulgada esta terça-feira  em Pretória pela Presidência da República num comunicado a que a ANGOP teve acesso.

O comunicado recorda que aos 16 de Junho de 2021, assinala-se o 45° aniversário da revolta dos estudantes de várias escolas do país, por não concordarem com a obrigatoriedade da língua Afrikaans como língua de instrução, o que provocou uma violenta resposta do governo do apartheid.

Os tiroteios que se seguiram provocaram protestos a nível nacional e a intensificação  da resistência estudantil contra o sistema de segregação racial, lê-se no documento tornado público.

Este ano, o Dia da Juventude será comemorado sob o lema "O Ano de Charlotte Maxexe: Aumento do emprego juvenil para uma sociedade inclusiva e transformada".

Devido às restrições do Alerta do Nível 2 e ao aumento significativo de infecções da Covid-19, a comemoração contará com um número limitado de convidados e intervenientes-chaves, principalmente jovens, acrescenta o comunicado presidencial.

Os sul- africanos são convidados a sintonizar as plataformas digitais governamentais e os principais  canais noticiosos para seguimento das actividades alusivas ao dia.

O Chefe de Estado Cyril Ramaphosa vai proceder a uma actualização da sua mensagem sobre o  emprego para os jovens, dirigida durante o discurso sobre o Estado da Nação em 2020.

Igualmente fará o lançamento oficial do site juvenil SAYouth.mobi, a Rede Nacional de Gestão, para expandir as oportunidades e o apoio aos jovens.