África do Sul: Mandado de captura contra o secretário-geral do ANC

Pretória – Procuradores sul-africanos emitiram segunda-feira, 09, em Pretória, um mandado de captura contra o secretário-geral do ANC, Ace Magashule.

O dirigente do partido no poder na África do Sul, é acusado pela Justiça de prática de “actos de corrupção”, num contrato público de 15 milhões de dólares, assinado com uma empresa de desminagem, quando era governador da província de Free State.

Aos 61 anos de idade, Ace Magashule é considerado um dos políticos mais poderosos do país, uma figura incontornável do ANC, e próximo do antigo Presidente sul-africano, Jacob Zuma.

As acusações contra si inscrevem-se na promessa do novo chefe de estado, Cyril Ramaphos, de combater a corrupção no país e mudar a imagem do ANC, manchada por nove anos de escândalos de corrupção.

Embora clame por inocência, na imprensa local, Ace Magashule vai comparecer sexta-feira, 13, perante o tribunal supremo de Bloemfontein.