África do Sul: Presidência destaca mensagem a Joe Biden

Pretória (Da correspondente) - A Presidência da África do Sul voltou a fazer menção a mensagem de felicitações de Cyril Ramaphosa ao Presidente eleito dos Estados Unidos da América, Joseph Robinette Biden Jr., após o pleito de 3 de Novembro último.

 

 

Numa nota divulgada hoje (segunda-feira), e a que a Angop teve acesso, a Presidência da África do Sul destaca a importância da eleição de Joe Biden no futuro entre as duas nações.

 

Segundo o documento do gabinete de Cyril Ramaphosa, “a África do Sul espera trabalhar com o Presidente eleito Joe Biden e a Vice Kamala Harris, para fortalecer ainda mais os laços de cooperação e amizade entre os nossos dois países e povos”.

 

O país africano espera também “uma maior colaboração no contexto multilateral, para enfrentar os desafios globais, como as mudanças climáticas, direitos humanos, paz e segurança, terrorismo, segurança nuclear, pobreza, subdesenvolvimento, recuperação económica e crescimento inclusivo e prevenção de futuras pandemias”, diz a nota.

 

Recorda a fonte que a África do Sul e os Estados Unidos da América gozam de relações históricas, adiantando que os EUA contribuíram para a luta de libertação do país e continuam a oferecer apoio à consolidação da democracia, após as primeiras eleições democráticas realizadas em 1994.

 

A cooperação bilateral entre as duas nações abrange uma variedade de áreas, incluindo o comércio e investimento, saúde, educação, energia, meio ambiente, ciência e inovação, segurança e proteção, bem como cooperação regional, com vista a apoiar os esforços da União Africana para a paz, segurança e desenvolvimento, acrescenta.

 

Mais recentemente, destaca o documento, o governo dos Estados Unidos forneceu um apoio financeiro e técnico para ajudar nos esforços da África do Sul de combate à pandemia da COVID-19, o que constitui uma plataforma de grande sucesso de cooperação no sector da saúde, no âmbito do Plano de Emergência do Presidente Ramaphosa para o Alívio a Sida.

 

 

Numa nota divulgada hoje (segunda-feira), e a que a Angop teve acesso, a Presidência da África do Sul destaca a importância da eleição de Joe Biden no futuro entre as duas nações.

 

Segundo o documento do gabinete de Cyril Ramaphosa, “a África do Sul espera trabalhar com o Presidente eleito Joe Biden e a Vice Kamala Harris, para fortalecer ainda mais os laços de cooperação e amizade entre os nossos dois países e povos”.

 

O país africano espera também “uma maior colaboração no contexto multilateral, para enfrentar os desafios globais, como as mudanças climáticas, direitos humanos, paz e segurança, terrorismo, segurança nuclear, pobreza, subdesenvolvimento, recuperação económica e crescimento inclusivo e prevenção de futuras pandemias”, diz a nota.

 

Recorda a fonte que a África do Sul e os Estados Unidos da América gozam de relações históricas, adiantando que os EUA contribuíram para a luta de libertação do país e continuam a oferecer apoio à consolidação da democracia, após as primeiras eleições democráticas realizadas em 1994.

 

A cooperação bilateral entre as duas nações abrange uma variedade de áreas, incluindo o comércio e investimento, saúde, educação, energia, meio ambiente, ciência e inovação, segurança e proteção, bem como cooperação regional, com vista a apoiar os esforços da União Africana para a paz, segurança e desenvolvimento, acrescenta.

 

Mais recentemente, destaca o documento, o governo dos Estados Unidos forneceu um apoio financeiro e técnico para ajudar nos esforços da África do Sul de combate à pandemia da COVID-19, o que constitui uma plataforma de grande sucesso de cooperação no sector da saúde, no âmbito do Plano de Emergência do Presidente Ramaphosa para o Alívio a Sida.