Argélia fecha espaço aéreo a todos os aviões marroquinos

  • Bandeira da Argélia
Argel - A Argélia decidiu quarta-feira "o encerramento imediato" do seu espaço aéreo a todos os aviões civis e militares marroquinos, bem como às aeronaves registadas em Marrocos, anunciou a Presidência.

"O Alto Conselho de Segurança decidiu o encerramento imediato do espaço aéreo a todos os aviões civis e militares bem como aos registados em Marrocos", lê-se num comunicado oficial.

A 24 de Agosto, a Argélia cortou relações diplomáticas com Marrocos, acusando o país de "acções hostis", após meses de tensões exacerbadas entre os dois países do Maghreb de relações tradicionalmente difíceis, nomeadamente devido à espinhosa questão do Sahara Ocidental.

A normalização das relações diplomáticas entre Marrocos e Israel -- em troca do reconhecimento pelos Estados Unidos da "soberania" marroquina sobre aquele território - avivou as tensões com a Argélia, apoiante da causa palestiniana.

Rabat considera que essa antiga colónia espanhola é parte integrante do seu território. Os independentistas da Frente Polisário, por seu lado, exigem um referendo de autodeterminação, com o apoio da Argélia.

 

"O Alto Conselho de Segurança decidiu o encerramento imediato do espaço aéreo a todos os aviões civis e militares bem como aos registados em Marrocos", lê-se num comunicado oficial.

A 24 de Agosto, a Argélia cortou relações diplomáticas com Marrocos, acusando o país de "acções hostis", após meses de tensões exacerbadas entre os dois países do Maghreb de relações tradicionalmente difíceis, nomeadamente devido à espinhosa questão do Sahara Ocidental.

A normalização das relações diplomáticas entre Marrocos e Israel -- em troca do reconhecimento pelos Estados Unidos da "soberania" marroquina sobre aquele território - avivou as tensões com a Argélia, apoiante da causa palestiniana.

Rabat considera que essa antiga colónia espanhola é parte integrante do seu território. Os independentistas da Frente Polisário, por seu lado, exigem um referendo de autodeterminação, com o apoio da Argélia.