Covid-19: África do Sul com o segundo maior número de mortos em 24 horas

  • Dístico do Covid-19 Novo Coronavírus
Pretória (Da Correspondente) - A África do Sul registou 513 mortes por Coronavírus nas últimas 24 horas, o segundo maior número desde que foi notificado o primeiro caso no país, no início de Março de 2020.

A primeira grande perda de vidas humanas em território sul-africano num só dia  ocorreu em Julho de 2020, quando 572 pacientes pereceram devido à complicações resultantes da pandemia da Covid-19.

Segundo o ministro da Saúde, Zweli Mkhize, as províncias enlutadas são Cabo Ocidental com 202 fatalidades, Cabo Oriental 124, Kwazulu-Natal 92, Gauteng 64, Cabo Setentrional e Free State com 14 mortos cada e Limpopo com três   vítimas mortais, perfazendo um total de 30 mil e 524 óbitos.

O número de pacientes recuperados da doença é de 920 mil e 879, o que corresponde a uma taxa de 82,6%. O país conta ainda com 176 mil e 356 casos activos.

A província do Kwazulu-Natal é o epicentro em termos de casos activos (71 mil e 178), seguida por Cabo Ocidental com 41 mil e 924) e Gauteng com um total de 31 mil e 618.

A África do Sul registou, até ao último balanço de quinta-feira, um milhão 127 mil e 759 casos positivos de Covid-19, após identificar 14 mil e 410 novos contágios, o que equivale a uma positividade de 30%.

O cumulativo de testes até aqui realizado é de seis milhões 828 mil e 147, dos quais 47 mil e 875 desde o último relatório de balanço. O sector privado da Saúde responde por três milhões 958 mil e 323 testes (58%), enquanto que as instituições públicas do ramo são responsáveis por dois milhões 869 mil e 824 exames, que se traduz em 42%.

 

A primeira grande perda de vidas humanas em território sul-africano num só dia  ocorreu em Julho de 2020, quando 572 pacientes pereceram devido à complicações resultantes da pandemia da Covid-19.

Segundo o ministro da Saúde, Zweli Mkhize, as províncias enlutadas são Cabo Ocidental com 202 fatalidades, Cabo Oriental 124, Kwazulu-Natal 92, Gauteng 64, Cabo Setentrional e Free State com 14 mortos cada e Limpopo com três   vítimas mortais, perfazendo um total de 30 mil e 524 óbitos.

O número de pacientes recuperados da doença é de 920 mil e 879, o que corresponde a uma taxa de 82,6%. O país conta ainda com 176 mil e 356 casos activos.

A província do Kwazulu-Natal é o epicentro em termos de casos activos (71 mil e 178), seguida por Cabo Ocidental com 41 mil e 924) e Gauteng com um total de 31 mil e 618.

A África do Sul registou, até ao último balanço de quinta-feira, um milhão 127 mil e 759 casos positivos de Covid-19, após identificar 14 mil e 410 novos contágios, o que equivale a uma positividade de 30%.

O cumulativo de testes até aqui realizado é de seis milhões 828 mil e 147, dos quais 47 mil e 875 desde o último relatório de balanço. O sector privado da Saúde responde por três milhões 958 mil e 323 testes (58%), enquanto que as instituições públicas do ramo são responsáveis por dois milhões 869 mil e 824 exames, que se traduz em 42%.