Covid-19: África do Sul regista 20 mil e 999 novos casos e 441 mortes

  • Ilustração do  Covid-19
Pretória (Da correspondente) - A África do Sul registou 20 mil e 999 novos casos positivos de Covid-19 e um total de 441 mortos, nas últimas 24 quatro horas, revelam as últimas estatísticas do país.

Segundo a fonte, com as infecções acima referidas – 836 menos que no dia anterior – o cumulativo de casos confirmados da doença atingiu, até ao último relatório, um milhão 170 mil e 590.

O ministro da Saúde confirmou que das novas fatalidades acima citadas, a maioria ocorreu na província do Kwazulu-Natal, com um saldo de 132 mortos, seguida por Cabo Ocidental com 119 óbitos.

Zweli Mkhize acrescentou que 75 mortes ocorreram na província de Gauteng, 70 no Cabo Oriental, 23 no Free State, 11 no Limpopo, Sete em Mpumalanga e quatro no Cabo Setentrional. Estes dados elevam a 31 mil e 809 mortes, desde o início do surto.

O número de casos activos no país atingiu 200 mil e 565, sendo as províncias com maior incidência o Kwazulo-Natal, com 80 mil e 656, Cabo Ocidental 41 mil e 424 e Gauteng 39 mil e 400, disse o ministro.

938 mil e 216 pessoas estão livres da doença, o que representa uma taxa de recuperação de 80.1%.

De acordo com o governante, o país realizou, até ao último balanço, seis milhões 967 mil e 476 testes, dos quais 69 mil e 271 nas últimas 24 horas.

 

Segundo a fonte, com as infecções acima referidas – 836 menos que no dia anterior – o cumulativo de casos confirmados da doença atingiu, até ao último relatório, um milhão 170 mil e 590.

O ministro da Saúde confirmou que das novas fatalidades acima citadas, a maioria ocorreu na província do Kwazulu-Natal, com um saldo de 132 mortos, seguida por Cabo Ocidental com 119 óbitos.

Zweli Mkhize acrescentou que 75 mortes ocorreram na província de Gauteng, 70 no Cabo Oriental, 23 no Free State, 11 no Limpopo, Sete em Mpumalanga e quatro no Cabo Setentrional. Estes dados elevam a 31 mil e 809 mortes, desde o início do surto.

O número de casos activos no país atingiu 200 mil e 565, sendo as províncias com maior incidência o Kwazulo-Natal, com 80 mil e 656, Cabo Ocidental 41 mil e 424 e Gauteng 39 mil e 400, disse o ministro.

938 mil e 216 pessoas estão livres da doença, o que representa uma taxa de recuperação de 80.1%.

De acordo com o governante, o país realizou, até ao último balanço, seis milhões 967 mil e 476 testes, dos quais 69 mil e 271 nas últimas 24 horas.