Covid-19: África ultrapassou os 80 mil mortos

  • Doentes com Covid-19 em tratamento no Hospital Campanha da Zona Económica de Viana
Addis Abeba - África registou nas últimas 24 horas mais 1.306 mortes por covid-19 e ultrapassou as 80 mil desde o início da pandemia, para um total de 80.939, somando 24.468 novos casos de infecção, segundo os últimos dados oficiais.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infectados é de 3.308.919 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 49.996, para um total de 2.755.880 desde o início da pandemia.

A África Austral continua como a região mais afectada, registando 1.556.153 infectados e 41.610 mortos. Só a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.356.716 casos e 38.288 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, com 1.034.931 infectados e 27.503 vítimas mortais. A África Oriental contabiliza 346.757 infecções e 6.546 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infecções é de 288.480 e o de mortes ascende a 3.723. Na África Central, estão contabilizados 82.598 casos e 1.557 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 8.696 mortes e 158.174 infectados, seguindo-se Marrocos, com 8.011 vítimas mortais e 461.390 infectados.

Entre os seis países mais afectados estão também a Tunísia, com 5.844 mortos e 184.483 infectados, a Argélia, com 2.843 óbitos e 104.238 casos, a Etiópia, com 2.037 vítimas mortais e 131.727 infeções, e o Quénia, com 1.734 óbitos e 99.308 infectados.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egipto, a 14 de Fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infecção, a 28 de Fevereiro.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infectados é de 3.308.919 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 49.996, para um total de 2.755.880 desde o início da pandemia.

A África Austral continua como a região mais afectada, registando 1.556.153 infectados e 41.610 mortos. Só a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.356.716 casos e 38.288 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, com 1.034.931 infectados e 27.503 vítimas mortais. A África Oriental contabiliza 346.757 infecções e 6.546 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infecções é de 288.480 e o de mortes ascende a 3.723. Na África Central, estão contabilizados 82.598 casos e 1.557 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 8.696 mortes e 158.174 infectados, seguindo-se Marrocos, com 8.011 vítimas mortais e 461.390 infectados.

Entre os seis países mais afectados estão também a Tunísia, com 5.844 mortos e 184.483 infectados, a Argélia, com 2.843 óbitos e 104.238 casos, a Etiópia, com 2.037 vítimas mortais e 131.727 infeções, e o Quénia, com 1.734 óbitos e 99.308 infectados.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egipto, a 14 de Fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infecção, a 28 de Fevereiro.